O que são terpenos

Terpenos são uma classe aromática de compostos orgânicos encontrados em quase todas plantas, inclusive na cannabis. Enquanto são conhecidos por promover distintos aromas em plantas, como o de pinho ou cítrico, terpenos também apresentam uma vasta gama de propriedades de uso medicinal e recreativo.

Mais de 100 terpenos foram encontrados na maconha e cada strain tende a ter maior concentração de um único terpeno, onde cada terpeno é associado a uma variedade de efeitos. Alguns promovem relaxamento enquanto outros aguçam o foco e os sentidos. O linalol, por exemplo, é um ótimo relaxante enquanto o limoneno melhora o humor.

Guia de Terpenos

Font: Leafly

 

O “efeito comitiva”

Esses terpenos em conjunto com canabinoides (como o THC e CBD), provocam o chamado “efeito comitiva” (ou “entourage effect“). Isso significa que terpenos possuem ações sinérgicas com os canabinoides, modulando seus efeitos. As possibilidades quase infinitas de combinações entre terpenos e canabinoides é o que possibilita efeitos vastos e distintos para cada variedade de maconha (strain).

Alguns estudos sugerem que o efeito comitiva é o principal responsável da eficiência da cannabis no tratamento das mais diversas doenças, de epilepsia a anorexia, de ansiedade a stress pós-traumático.

Apesar de estudos terem sido realizados, devido a sua complexidade, o efeito comitiva ainda é um fenômeno pouco conhecido cientificamente. Um estudo de 2018 mostra que terpenos e canabinoides são ainda mais eficazes no tratamento de tumores que o THC isolado, sugerindo que os efeitos da maconha sejam ainda mais eficazes no tratamento de câncer do que os que a maioria das pesquisas sugerem, que em grande parte estudam o THC de forma isolada, sem levar em conta o efeito comitiva.

Temperatura de vaporização de terpenos

Temperatura de vaporização de terpenos. Fonte: Honest Marijuana

Principais terpenos presentes na maconha

Mirceno

Estrutura molecular do mirceno

Mirceno

Aroma: Cardamomo, cravo, terroso, herbal
Temperatura de vaporização: 332ºF (167ºC)
Encontrado também em: Manga, capim limão, tomilho, lúpulo
Strains: Grandaddy Purple, Amnesia, Trainwreck

É frequentemente o terpeno mais abundante encontrado na cannabis. Uma amostra da strain Blueberry consiste em até 78% de mirceno. Ainda, possivelmente devido a melhoramento genético, algumas strains exibem alta e estável composição de terpeno; por exemplo, genéticas como a Cannatonic que exibem baixa concentração de THC e alta concentração de CBD, e por isso são comumente empregadas no uso de cannabis medicinal, expressam 63% de mirceno em sua composição, em média.

Anti-inflamatório e anti-catabólico.

Cariofileno

Estrutura molecular do cariofileno

Cariofileno

Aroma: Pimenta, picante, amadeirado, cravo
Temperatura de vaporização: 266ºF (130ºC)
Encontrado também em: Pimenta do reino, cravo, canela
Strains: Fire OG, Girl Scout Cookies, Gorilla Glue

Assim como o Mirceno, o a molécula beta-cariofileno (BCP) é frequentemente o terpenoide predominante na cannabis e presente também no lúpulo. Compromete até 64% dos terpenos presentes na strain Gorilla Glue, por exemplo.

Por ter afinidade com o receptor canabinoide 2 (CB2), isso faz do beta-cariofileno o único fitocanabinoide encontrado em outras plantas além do gênero Cannabis que se conhece até hoje. Seu agonismo com o CB2 pode ser a função mais importante do BCP contra inflamação, produzindo forte atividade anti-inflamatória em dosagens de 5mg/kg.

Além de possuir significante atividade anti-cancerígena, afetando o crescimento e proliferação de diversas células de câncer, também exerce diversas outras atividades farmacológicas, incluindo cardioprotetivo, hepatoprotetivo, gastroprotetivo, neuroprotetivo e nefroprotetivo.

Promove a circulação de sangue no cérebro e atenua danos neurológicos no sistema nervoso central. Estudos recentes também sugerem seus benefícios no tratamento da doença de Parkinson, promovendo as funções motoras.

Em ratos com colesterol alto, o tratamento com BCP foi capaz de proteger os tecidos cardíacos por mecanismos antioxidantes.

Vários outros estudos recentes sugerem que o receptor canabinoide CB2 no cérebro tem um papel fundamental em comportamento alimentício, vício e recompensa do álcool. Um estudo mostra que, de fato, o BCP reduziu o consumo de álcool em ratos. Por outro lado, ainda é capaz de proteger os tecidos do fígado contra uso crônico de álcool.

Já versão oxidada do BCP, o oxido de cariofileno (BCPO) também é encontrado em plantas fora da Cannabaceae, como no orégano, canela, alho, pimenta do reino e no eucalipto.  O BCPO não é toxico e é frequentemente usado como conservante em comidas, remédios e cosméticos, bem como um inseticida. Diferente do BCP, não possui afinidade com o CB2, no entanto também possui propriedades anticancerígenas, antioxidantes, analgésicas e bactericidas.

A molécula BCPO também tem papel importante no controle de diabetes do tipo 1 e 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, doenças renais e condições neurológicas, como a doença de Parkinson.

Humuleno

Estrutura molecular do humuleno

Humuleno

Aroma: Cravo, amadeirado, terroso
Temperatura de vaporização: 222ºF (106ºC)
Encontrado também em: Coentro, cravo, manjericão
Strains: Death Star, Girl Scout Cookies

Assim com o BCP, o humuleno também pode ser predominante na Cannabis Sativa e no lúpulo, com média de até 52% da fração de terpenos em determinadas strains.

Anti-inflamatório e anti-cancerígeno, pode ser utilizado no tratamento de edemas. Tradicionalmente, plantas contendo humuleno são usadas para o tratamento de insônia, depressão, nervosismo, delírio, ansiedade e doenças digestivas, apesar de algumas de suas propriedades ainda não serem reconhecidas pela medicina.

Pineno

Estrutura molecular do pineno

Pineno

Aroma: Pinho
Temperatura de vaporização: 311ºF (155ºC)
Encontrado também em: Pinho, alecrim, manjericão, salsa
Strains: Purple Kush, AK-47

Sabe aquele cheiro de pinho que muitas genéticas de maconha demonstram? O responsável por isso é o pineno. Vastamente encontrado na natureza, também é por vezes o terpeno dominante na cannabis, onde uma amostra de Bubba Hash chega a conter 48% de pineno. Existem nas variações α-Pineno e β-Pineno. Além da maconha, o pineno também é encontrado no gengibre, na sálvia e na erva doce.

Antioxidante e anti-inflamatório, também possui fortes propriedades anti-cancerígenas que, combinadas com o THC, o tornam ainda mais eficaz no tratamento do câncer.

Ao ser inalado, exibe efeitos hipnóticos, ansiolíticos e antidepressivos. Os efeitos ansiolíticos podem ser sentidos dias após o pico do acúmulo de pineno, indicando que seu acúmulo no corpo mantém os efeitos ansiolíticos. Também prolonga o período de sono REM (também chamado de sono profundo) e de atividade cerebral delta.

Antialérgico e broncodilatador.

Linalol

Estrutura molecular do linalol

Linalol

Aroma: Floral
Temperatura de vaporização: 388ºF (198ºC)
Encontrado também em: Lavanda
Strains: Koesher Kush, Sour OG

D-linalool (LNL) é raramente encontrado como o terpeno predominante na cannabis; 25% de todos os terpenos encontrados na Sour OG, por exemplo.

Dá o aroma típico de lavanda que algumas strains possuem. Tradicionalmente usado para relaxamento, tratamento de infecções parasíticas, queimaduras, picadas de inseto e espasmos. Estudos conduzidos em animais e humanos sugerem que o LNL apresenta efeito ansiolítico, estabilizador de humor, sedativo, analgésico, anti-convulsivo, anti-inflamatório, anti-tumor, anti-bacterial bem como propriedades neuroprotetoras.

Limoneno

Estrutura molecular do limoneno

Limoneno

Aroma: Cítrico
Temperatura de vaporização: 348ºF (176ºC)
Encontrado também em: Cascas de frutas, alecrim, zimbro, hortelã
Strains: Hindu Kush, Girl Scout Cookies

O limoneno (LIM) é quem dá o cheiro cítrico na maconha. Ocasionalmente o terpeno predominante na Cannabis, como na Girl Scout Cookies, que compromete 56% de todos os terpenos. Também encontrado em casca de limão e de outras citrus.

Usado como solvente em diversos produtos, como de limpeza, perfumes e higiene. Estudos iniciais com LIM implicaram funcionalidades ansiolíticas em ratos. Também exibe propriedades benéficas contra o câncer de mama, pâncreas e de próstata. Ainda mostra efeitos anti-stress e anti-inflamatórios. Também pode aumentar a duração do sono e ser anti-depressivo, e seu derivativo pode ser anti-convulsivo.

Terpinoleno

Estrutura molecular do terpinoleno

Terpinoleno

Aroma: Pinho, floral, herbal
Temperatura de vaporização: 366ºF (186ºC)
Encontrado também em: Noz-moscada, tea tree, coníferas, maçãs, cominho e lilases
Strains: Ghost Train Haze, Agent Orange

Por vezes, o Terpinoleno (TPL) é o terpeno chefe encontrado em uma amostra de Durban Poison, por exemplo (55% do total). Também encontrado em uma variedade da plantas, como na maçã, sálvia e no limão.

O TPL demonstra ser anticancerígeno, antioxidante e anti-inflamatório.

Referências

Medicinal properties of terpenes found in Cannabis sativa and Humulus lupulus

Appraising the “entourage effect”: Antitumor action of a pure cannabinoid versus a botanical drug preparation in preclinical models of breast cancer

Posts recentes

Veja mais