Folha de maconha: O guia completo para identificar as deficiências da sua planta

As folhas de maconha são a principal maneira que a planta tem de se comunicar com nós cultivadores. O grower que sabe interpretar os sinais que sua planta de Cannabis envia através de suas folhas com certeza conseguirá colheitas saudáveis e fartas.

Neste post falaremos de tudo um pouco sobre as folhas da nossa erva favorita: Sua história, sua biologia, os diferentes tipos de folha e principalmente como você pode identificar deficiências nutricionais apenas pela “leitura” das folhas do seu pé de maconha.

Confira agora o post para entender um pouco mais sobre os sinais que sua planta envia através de suas folhas!

Uma breve história das folhas de maconha

Muito antes de se tornar o símbolo mundial do mercado canábico, as folhas de maconha serviam de inspiração para artistas de diversas épocas e culturas na história do nosso planeta.

A maconha está presente na história humana há muitos e muitos milênios – mais do que a maioria das pessoas imaginam.

Folha cannabis

Foto: HonestMarijuana

Uma das primeiras aparições da maconha relatadas na humanidade está em uma caverna em Kyushu, no Japão, onde podemos ver algumas folhas de Cannabis desenhadas em uma pintura rupestre que data mais de 10.000 anos A.C.

Mas não pense que a febre da maconha na antiguidade ficou limitada ao extremo leste do planeta – os egípcios também já conheciam e usavam nossa querida Cannabis muito antes que possamos imaginar.

O desenho em questão é uma ilustração da deusa da escrita egípcia Seshat, cujo faraó Tuthmosis III a descreveu como “Uma divindade de sete pontos” (A maioria das folha de Cannabis possui 7 folíolos).

Folha de maconha

Fonte: Werner Forman

Apesar de não ser uma verdade incontestável, vários indícios apontam para que o objeto na cabeça da deusa realmente seja uma folha de maconha, como inscrições em seu caixão que dizem que Seshat pode “Abrir as portas do paraíso para você”, uma provável alusão ao poder psicodélico da erva.

Um indício um pouco mais claro e não tão antigo é a ilustração de uma planta de Cannabis no livro Vienna Dioscurides, um livro grego de medicina que data aproximadamente 512 A.C.

Folha de maconha

Fonte: LeafScience

Estas plantas de maconha da antiguidade hoje em dia são chamadas de espécies “selvagens”, pois como observamos nas imagens elas diferem, e muito, das strains ricas em THC e CBD que temos hoje em dia.

Uma coisa é certa – a humanidade já reconhece o uso da maconha como medicina, fonte de inspiração artística e claro, psicodelia e entretenimento por pelo menos 12.000 anos e provavelmente muito mais!

Agora que você já entende que a Cannabis é parte da raça humana por muito mais tempo que possamos imaginar, vamos falar um pouco mais sobre as folhas de maconha como as conhecemos hoje em dia!

O que são as folhas de maconha

As folhas de maconha são o componente chave no sistema vital de uma planta de Cannabis. A clorofila, pigmento responsável pela cor verde das folhas, atua como um “painel solar” da planta, absorvendo a luz solar para a realização da fotossíntese.

Além de serem as principais geradoras de energia da planta, a parte inferior das folhas é coberta de aberturas microscópicas chamadas estômatos. Os estômatos são responsáveis pelas trocas gasosas e de umidade da planta, ou seja, eles capturam o dióxido de carbono necessário para a fotossíntese enquanto liberam oxigênio e regulam a transpiração do seu pé de maconha.

O que tiramos disto é que as folhas de Cannabis são as principais responsáveis pela geração e manutenção da energia vital da sua planta – isso significa que problemas em suas folhas irão afetar a planta como um todo, por isso elas são o principal meio de comunicação da planta com seu cultivador.

Quais os tipos de folha de maconha?

São três os tipos mais famosos de Cannabis, que podem ser facilmente identificados pelas folhas: Sativa, Indica e Ruderalis. Apesar de biologicamente todos os três terem a classificação oficial Cannabis sativa L., para questões práticas é muito usada a separação nos três sub-gêneros.

Tendo isso dito, é bom saber que a grande maioria das espécies que se encontram no mercado atual são híbridas, ou seja, o que você consegue ver nas plantas de hoje em dia são uma mistura de traços genéticos de todos os tipos.

Para entender as diferenças entre os gêneros de Cannabis, visite esse artigo que fala tudo sobre a diferença Indica / Sativa!


Folha de cannabis

Sativa

Sativa

As folhas de Cannabis Sativa são longas e finas. Algumas chegam a apresentar até 13 folíolos (pontas de folha). Geralmente possuem uma coloração verde mais clara por possuírem menos clorofila. Acredita-se que a menor concentração de clorofila nas folhas faz com que o período de floração das Sativas seja mais longo que das outras.

 

 


Folha de cannabis

Indica

Indica

As folhas de Cannabis Indica são curtas e grossas, normalmente contendo de 7-9 folíolos. Genéticas Indicas mais puras como as originadas no Afeganistão possuem folhas abnormalmente grandes e largas. Folhas de Indica possuem uma coloração verde muito mais escura que as Sativas. Sua maior concentração de clorofila é justificada por serem plantas de regiões com menor incidência solar que as Sativas.

 

 

 


Folha de cannabis

Ruderalis

Ruderalis

As folhas de Cannabis Ruderalis são bem finas e desenvolvem apenas 3-5 folíolos. Muitos growers as comparam com folhas jovens de Sativas. A grande diferença e atrativo da Ruderalis é que ela não segue um ciclo de floração dependente das estações – ou seja, são plantas de auto-floração. Isso significa que híbridos de Cannabis Ruderalis irão começar a florescer independente do fotoperíodo aplicado à planta, por isso as folhas especiais: Pequenas porém com bastante clorofila.

 

Como identificar deficiências na planta pelas folhas

Como já falamos acima, as folhas são responsáveis diretas pela manutenção da energia vital da sua planta como um todo.

Por causa da importância que as folhas têm, elas são as primeiras a demonstrar sinais quando seu pé de maconha não está em seus dias mais saudáveis.

As folhas mostrarão sinais claros de deterioração quando houver deficiência em algum dos nutrientes essenciais ao crescimento da planta.

A Cannabis precisa de 3 macronutrientes e diversos micronutrientes para prosperar. Não confunda macro e micro nutrientes com essenciais e não-essenciais – Todos são essenciais para a vida da planta de Cannabis, a diferença é que os micronutrientes precisam de doses muito menores para fazerem efeito.

Antes de mais nada, confira nosso guia que fala tudo sobre como preparar um solo para Cannabis aqui!

Confira à seguir como a deficiência de cada nutriente específico se manifestará nas folhas de Cannabis.


Nitrogênio (N)

O nitrogênio é um dos nutrientes mais essenciais para o crescimento saudável das plantas em geral e, como é muito usado também pela cannabis, não é incomum que as plantas desenvolvam deficiências de nitrogênio.

O nitrogênio é usado para uma ampla variedade de processos vegetais: da fotossíntese à produção de aminoácidos vitais e clorofila.

Sinais de deficiência de nitrogênio: 

Folha de maconha

Foto: Marijuana-seeds

  • Amarelamento das folhas mais velhas da planta – As folhas superiores ainda estarão verdes enquanto as do meio e base da planta começaram a perder a cor e amarelar e secar
  • Se a deficiência não for corrigida, o amarelamento irá começar a subir na planta até atingir as folhas apicais. Depois de um tempo, as folhas irão se contorcer e morrer
  • Diminuição do tamanho das flores e início precoce da floração com rendimentos muito abaixo do esperado

Como corrigir a deficiência de nitrogênio:

  • A maioria dos fertilizantes orgânicos possui nitrogênio o bastante para suprir a deficiência
  • Confira o pH do seu solo, se o pH estiver fora da faixa ótima, nenhum nutriente que você colocar na terra será absorvido direito pelas raízes
  • Tente algum adubo caseiro como borra de café, resto de frutos do mar ou outros.

Fósforo (P)

Embora a deficiência seja incomum (geralmente se desenvolvendo devido ao pH estar acima de 7,0), o resultado pode ser catastrófico para plantas jovens e levar a crescimento atrofiado, atraso na floração, baixos rendimentos e baixa produção de resina em plantas maduras.

Sinais de deficiência de fósforo:

Folha de maconha

Foto: GrowWeedEasy

  • Pecíolos (que são a parte que liga a folha ao caule) ganham coloração roxa em folhas mais velhas, seguido pelas folhas que ficam manchadas em um tom azul-roxo escuro
  • Se a deficiência não for corrigida, o crescimento da planta irá quase parar, enquanto todas suas folhas começam a adquirir uma coloração roxa-escura, se enrolarem e cairem.
  • Quando a deficiência for muito intensa, as folhas podem ganhar uma coloração quase que metálica em bronze ou roxo antes de cair

Como corrigir a deficiência de fósforo:

  • Aumente um pouco o pH do seu solo, sua planta terá mais facilidade de absorver o fósforo dessa maneira
  • Adicione fertilizantes orgânicos ricos em fósforo
  • Cuidado na água! Plantas que estão sendo aguadas além do necessário têm mais dificuldade de absorver o fósforo
  • Se estiver em climas muito frios, abaixo de 15ºC, leve a planta para um lugar mais quente. As plantas de maconha têm dificuldades em absorver fósforo abaixo de 15ºC

Potássio (K)

 

O terceiro e último macronutriente. Ele ajuda a regular o nível de CO2 da planta e também tem um papel importante na fotossíntese. Também ajuda na produção de ATP (Molécula energética).

Sinais de deficiência de potássio:

Folha de Cannabis

Foto: Grow Weed Easy

  • Pontas e bordas das folhas ficam marrons e amarelas – principalmente nas folhas mais velhas. Pontos marrons também podem aparecer no meio das folhas
  • A deficiência de potássio faz com que as folhas percam seu controle de transpiração – levando à folhas muito secas e desidratadas
  • Se não for corrigida, a deficiência de potássio irá fazer com que sua planta cresça muito fraca, com muita suscetibilidade à doenças e mofos e com flores de tamanho muito reduzido

Como corrigir a deficiência de potássio:

  • As plantas absorvem potássio facilmente, então essa deficiência é uma das mais fáceis de se corrigir
  • Apenas aplique adubo rico em potássio. Em média 1 semana depois você já deverá ver os resultados

Cálcio (C)

Folha de cannabis

Foto: Marijuana-Seeds NL

Essencial para a integridade e crescimento celular, o cálcio ajuda no fluxo de nitrogênio e açúcares na planta. A deficiência é geralmente encontrada em cultivos hidropônicos ou ao ar livre em climas muito úmidos e frescos com solo ácido.

Sinais de deficiência de cálcio:

  • Folhas mais velhas começam a se contorcer e secar, seguido de pontos marrom-amarelados nas folhas que vão se espalhando à medida que a deficiência se agrava
  • As pontas das raízes começam a se contorcer e morrem, fazendo com que a absorção de nutrientes e água da planta seja severamente afetada

Como corrigir a deficiência de cálcio:

  • Aplique fertilizante rico em cálcio e magnésio
  • Ajuste o pH do seu solo para a faixa de 6.2
  • Adicione uma colher de sopa de lima em 4L de água e use a solução para regar suas plantas

Magnésio (Mg)

Folha de Cannabis

Foto: Cannabis Business Times

O magnésio é o átomo central em todas as moléculas de clorofila, o que significa que as plantas o utilizam em quantidades muito altas. É crucial para absorver energia da luz, bem como ajudar as enzimas a criar os carboidratos e açúcares que produzem flores.

Sinais de deficiência de magnésio:

  • A deficiência de magnésio só se manifesta em média 3-6 semanas depois que ela começou a ocorrer. Depois deste tempo, você começará a ver as nervuras das folhas mais velhas se tornarem amareladas (Clorose intraneural) e a formação de alguns pontos com cor de ferrugem nas folhas
  • Os sintomas irão se espalhar pela planta, criando manchas de ferrugem maiores e começando a afetar também as bordas das folhas da maconha.
  • Algumas folhas irão começar a se contorcer e cair, e toda a planta ficará com uma aparência frágil e doente.
  • A deficiência de magnésio pode ser um grande baque principalmente na floração – se suas plantas estão rendendo muito menos do que deveriam, confira se não está faltando magnésio!

Como corrigir a deficiência de magnésio:

  • Sal de magnésio é a solução mais comum usada por growers – adicione 1-2 colheres de sal de magnésio à 4 litros de água e a use para regar as plantas até os sintomas desaparecerem.
  • Confira o pH do solo, garanta que ele está na faixa ótima entre 6-7

Enxofre (S)

Folha de cannabis

Foto: Marijuana-Seeds NL

Essencial na respiração e na síntese de ácidos da planta, o enxofre tem grande papel na produção de óleos e terpenos da planta de Cannabis. A deficiência de enxofre é muito rara de ser vista, já que todos os fertilizantes já possuem níveis de enxofre que atendem aos requisitos de qualquer planta.

Sinais de deficiência de enxofre:

  • Folhas mais novas começam a clarear, adquirindo uma coloração verde-clara e depois amarelada.
  • Se a severidade da deficiência aumentar, as nervuras das folhas também devem ficar amareladas e as folhas começarão a ficar secas e quebradiças.
  • Se não corrigida a planta irá ter rendimentos muito baixos e flores de pouquíssima potência.

Como corrigir a deficiência de enxofre:

  • O sulfato de magnésio é muito usado para corrigir as deficiências de enxofre e magnésio ao mesmo tempo.

Cobre (C)

Folha de Cannabis

Foto: Grow Weed Easy

Necessário em quantidades muito baixas nas plantas de maconha, o cobre serve para ajudaar na fixação de nitrogênio e metabolismo de carboidratos.

Sinais de deficiência de cobre:

  • A deficiência de cobre é extremamente rara, quando ocorre faz com que as folhas novas nasçam tortas, enroladas ou deformadas
  • As folhas ganham uma coloração escura com as bordas amarelas
  • Pontos mortos irão aparecer nas folhas e dependendo da intensidade da deficiência toda a planta pode murchar

Como corrigir a deficiência de cobre:

  • Por ser uma deficiência muito rara de ocorrer, umas das únicas soluções é comprar um fungicida rico em cobre e aplicar na sua planta
  • Alguns growers também relatam uma técnica caseira que pode funcionar – Coloque algumas moedas de cobre na água que você irá para usar a rega e deixe elas ali por alguns dias. A liberação de cobre das moedas já será o suficiente para suprir a necessidade da sua planta, já que o cobre é necessário em quantidades muito reduzidas para as plantas de maconha

Ferro (Fe)

Folha de Cannabis

Foto: Marijuana-Seeds NL

O ferro é usado na associação e síntese de nitratos e sulfatos e um catalisador na produção de clorofila. A deficiência de ferro normalmente é resultado do pH fora da faixa ótima ou de excesso de magnésio, cobre ou zinco.

Sinais de deficiência de ferro:

  • Ocorre nas folhas de Cannabis mais novas, ocorrendo o amarelamento das nervuras na base das folhas
  • Se não corrigida, a deficiência se espalha para as folhas mais velhas, ocorrendo principalmente o amarelamento das nervuras das folhas

Como corrigir a deficiência de ferro:

  • Ajuste o pH para a faixa ótima (6-7)
  • Use fertilizantes ou adubos caseiros ricos em ferro

Manganês (Mn)

Folha da maconha

Foto: Marijuana-Seeds NL

O manganês ajuda no processo de produção de clorofila, assim como ajuda nas reações de redução do oxigênio. A deficiência dele é rara e geralmente causada por pH desajustado ou excesso de ferro.

Sinais de deficiência de manganês:

  • Sintomas começam nas folhas de maconha mais novas. Começa com as nervuras amareladas e é seguida por pontos necróticos nas folhas, se espalhando gradativamente para folhas mais velhas.
  • O sinal mais óbvio da deficiência de manganês é quando a nervura está amarelada porém as bordas das folhas ainda estão verdes escuras.

Como corrigir a deficiência de manganês:

  • Use fertilizantes ricos em manganês
  • Pode as folhas que não se recuperarem da deficiência
  • Tenha certeza que seu pH está na faixa certa
  • Se certifique que não está tendo excesso de ferro no seu solo

Molibdênio (Mo)

Folha da maconha

Foto: Zambeza Seeds

Necessário em 2 processos enzimáticos que transformam nitrito em amônia, estre nutriente pouco conhecido é necessário em quantidades muito pequenas nas plantas de maconha. Sua deficiência é muito rara e pode ocorrer devido à temperaturas muito baixas.

Sinais de deficiência de molibdênio:

  • As folhas do meio da planta começaram a ganhar uma coloração roxa-avermelhada nas bordas
  • Folhas novas irão crescer tortas ou simplesmente não irão crescer

Como corrigir a deficiência de molibdênio:

  • Ajuste o pH do solo
  • Faça uma adubação caseira rica com componentes que possuam molibdênio
  • Adubação foliar também é uma opção já que o molibdênio é necessário em quantidades muito baixas nas plantas.

Zinco (Zn)

Folha da maconha

Foto: I Love Growing Marijuana

O zinco é essencial na produção de açúcares e proteínas, assim como na formação e retenção de clorofila e no crescimento saudável do caule. A deficiência de Zinco é bastante comum principalmente em solos alcalinos e climas secos e normalmente é causada por níveis muito altos de pH no solo.

Sinais de deficiência de zinco:

  • Folhas jovens começam a desenvolver clorose nas nervuras, com as folhas ficando pequenas, finas e que se contorcem e quebram facilmente.
  • As pontas e bordas das folhas irão descolorir e secar
  • Os pecíolos terão dificuldades em se alongar, resultando em novas folhas crescendo embaraçadas uma em cima da outra

Como corrigir a deficiência de zinco:

  • Reduza o pH alcalino para a faixa ótima entre 6-7
  • Cuidado para não aguar demais suas plantas
  • Use um adubo foliar rico em zinco

Boro (B)

Folha da maconha

Foto: Grow Weed Easy

O boro trabalha em conjunto com o cálcio para ajudar na construção das paredes celulares e ajuda na divisão celular (Crescimento apical). O boro também é um nutriente muito visado por cultivadores de grande porte por ajudar na polinização das plantas de maconha.

Sinais de deficiência de boro:

  • Manchas largas marrons ou cinza nas folhas
  • Pecíolo (Parte que liga a folha ao caule) caído, mole e com coloração roxa
  • Folhas ficam grossas e quebradiças
  • Caule começa a ganhar uma coloração ferrugem
  • Crescimento da planta como um todo fica afetado

Como corrigir a deficiência de boro:

  • Corrija a deficiência de boro assim que a identificar pois ela irá ser muito danosa à sua planta
  • Tenha certeza que está regando suas plantas corretamente
  • Não deixe suas plantas ficarem secas
  • Tenha certeza que seu espaço de cultivo está com a umidade acima de 25%
  • Use uma mistura de ácido bórico na água e regue as plantas com ela (1 colher para 4 litros de água)

Conclusão

Um grower de respeito não é aquele que apenas joga sua planta na terra e a espera crescer do jeito que for conveniente. Um grower de verdade entende que suas plantas são seres vivos assim como nós e que se comunicam conosco da maneira que podem.

Se você quiser ter colheitas de qualidade, é necessário saber ler os sinais que suas plantas enviam e responder de acordo com a situação. Uma planta bem cuidada, que recebeu a atenção devida em cada estágio da sua vida, irá recompensar seu cultivador com flores grandes, vistosas, cheirosas e – como todos esperamos – que chapam muuuito!

Então se atente para as necessidades da sua planta de cannabis e lembre-se que ela também precisa de atenção constante para que possa crescer forte e saudável!

 

Ficou alguma dúvida sobre o texto? Tem alguma técnica de sanar alguma deficiência nutricional que não falamos aqui? Deixe seu comentário abaixo!

Posts recentes

Veja mais