Conheça as características da Girl Scout Cookies e descubra qual a melhor hora para usar essa strain

Os cruzamentos entre as espécies resultaram em uma maioria de strains híbridas. Isso quer dizer que a divisão entre sativa vs indica não é mais tão importante já que as plantas híbridas têm características tanto de uma quanto de outra.

Então, quer dizer que aquele papo de fumar sativa de dia e indica de noite não é verdadeiro? E agora, como saber qual a espécie mais indicada para cada ocasião?

Mais além do que a espécie em si, para saber se a cannabis trará uma brisa mais relaxante ou algo mais engraçado ou criativo, é preciso olhar para sua genética e seus terpenos, e a classificação que leva em consideração essas características é a strain, em português cepa.

Conhecendo as strains sabemos quais são os efeitos e qual a melhor hora para usar a planta em questão e quais são as suas propriedades medicinais. Com essas informações a escolha fica muito mais fácil e certeira. 

Então, bora conhecer mais sobre a strain Girl Scout Cookies!

Origem

A strain Girl Scout Cookies, hoje em dia mais conhecida como GSC, é proveniente de uma cruza entre a famosa OG Kush e Durban Poison. Girl Scout Cookies, em inglês, significa “biscoito das escoteiras”, fazendo uma referência a tradição estadunidense que as escoteiras e escoteiros vendem deliciosos biscoitos para arrecadar dinheiro para suas instituições.

O nome foi dado a strain quando o rapper Berner, natural de São Francisco, criou a genética em um grupo de growers conhecido como Cookie Family. Mestre em branding, Berner lançou seus “Cookies” e os divulgou nas redes sociais e em seus vídeos, mas a variedade chegou para o mainstream quando ele colocou seu produto nas mãos de nada menos que Wiz Khalifa. 

girl scout cookies strain
Foto: Seedsman

Desde então, as variações do nome foram surgindo até que o termo Girl Scout Cookies ficou muito conhecido e se tornou uma strain renomada no mundo da Cannabis, principalmente no meio do Hip-Hop. Outros rappers famosos como Snopp Dogg e B-Real já apareceram fumando a strain. 

O nome é polêmico e já foi acusado de tornar a cannabis atrativos para crianças, inclusive, à pedidos da Girl Scouts of America, a indústria legal é proibida de usar o nome completo, por isso nos menus dos dispensários a strain é vendida pela abreviação GSC. Ainda assim, é uma das strains mais populares do mundo. 

A Girl Scout Cookies também já ganhou alguns prêmios da High Times Cannabis Cup, incluindo o primeiro lugar para Melhor Híbrido na Southern California Cannabis Cup de 2013.

Um dos atributos mais notáveis ​​da GSC é seu aroma de skunk muito forte e levemente mentolado. Com notas terrenas, apimentadas e um sabor doce parecendo biscoitos recém saídos do forno. A Girl Scout Cookies tem uma aparência diferenciada, que a coloca em destaque, mas a GSC não deixa nada a desejar em questão de gosto e aroma.

Entre os terpenos responsáveis pela combinação de gosto e aroma da GSC estão o Beta Cariofileno, Humuleno, Alpha Pineno, Ox cariofileno e Linalol. Lembrando que uma planta pode chegar a ter até 200 terpenos e a combinação entre eles que torna cada variedade tão especiais.

Efeitos 

Os efeitos da Girl Scout Cookies são muito variáveis já que estamos falando de uma strain híbrida muito balanceada (60% Indica / 40% Sativa).

Com níveis de THC que variam de 17-28%, a onda consegue te levar para um estado de euforia que toma conta de todo o seu corpo logo após consumida. Apesar da onda de euforia, os efeitos corporais dessa strain são muito fortes, afinal 28% de THC não é pouco e deve ser respeitado, por exemplo, evitando consumir a variedade logo quando acordar.

A Girl Scout Cookies é recomendada para aqueles que precisam de um pouco de inspiração e criatividade. Mentalmente, a strain é muito forte e proporciona muita euforia, porém, por causa de sua dominância Indica, seus efeitos corporais podem tomar conta e fazer com que você queira apenas ficar sentado no sofá, relaxado.

Efeitos Girl Scout Cookies
Efeitos Girl Scout Cookies

Se for fumar a GSC, lembre-se do seu nome, que significa Biscoitos de Escoteiras. Usuários dessa strain relatam que junto com seus efeitos vêm junto uma larica daquelas que parece que nunca irá acabar e vai te fazer comer durante horas.

Para dar aquela segurada na larica e aproveitar bem os efeitos da GSC, o ideal é usar a variedade como um digestivo. Depois do almoço, na hora do descanso da tarde ou depois do jantar são momentos perfeitos para combinar os efeitos energéticos e relaxantes da variedade.

Uso medicinal 

Embora a strain não seja rica em CBD e, por isso, não seja capaz de fornecer a todos os pacientes de cannabis medicinal efeitos terapêuticos, seus altos níveis de THC trazem propriedades medicinais potentes para os pacientes que optam por usar a erva.

Em primeiro lugar, esta é uma excelente escolha para o tratamento de dores crônicas, inflamação, tensão muscular e cãibras. Suas propriedades altamente sedativas farão com que você sinta alívio rapidamente. Além disso, muitos gostam de usar a GSC como um meio de reduzir o estresse. A sensação tranquilizadora da variedade o coloca em um estado de relaxamento, diminuindo a tensão e preparando seus usuários para uma excelente noite de sono.

Usos medicinais Girl Scout Cookies
Usos medicinais Girl Scout Cookies

Se você está lidando com estresse, depressão ou outro distúrbio mental, é recomendado consumir uma dose pequena desta strain. Comestíveis e concentrados não são ideais nessa circunstância porque uma dose muito alta de Cannabis pode, em alguns casos, agravar estas condições.

Outro uso medicinal da GSC é para pacientes com dificuldade em comer. Como a strain abre o apetite, ela é recomendada para pacientes com HIV ou em tratamentos abrasivos para o câncer, que deixam o paciente sem apetite. 

Cultivo da Girl Scout Cookies

A Girl Scout Cookies pode ter uma estrutura alta, ramificada, folhas roxas e tricomas alaranjados. 

girl scout cookies bud
Foto: HealingEmpire
  • Dificuldade de grow: Moderada. Uma variedade com proporções balanceadas de Indica e Sativa, a GSC não é uma strain muito difícil de ser cultivada, mas você pode ter problemas para conseguir um clone com a genética original desta strain.
  • Tempo de Floração: 9 a 10 semanas se cultivada em indoor. Quando cultivada em outdoor, a strain precisa de muito calor e luz do sol para prosperar. Isso pode ser uma dificuldade dependendo do clima da região em que ela for cultivada, mas não é um problema em um país tropical ou em um clima mediterrâneo. Nesse caso a GSC está pronta para colheita em meados de outubro, no Hemisfério Norte ou meados de abril, no Hemisfério Sul.
  • Rendimento: Médio. Em média 400g por m².
  • Clima preferido: A Girl Scout Cookies tolera as variações de temperatura melhor que muitas strains, mas prefere um clima mais ameno e seco. A temperatura ideal deve variar entre 20ºC-26ºC.
  • Fertilização: No geral, genéticas OG ou provenientes de uma OG precisam de muito cálcio e magnésio. Sempre preste atenção nos sinais que sua planta apresenta e regule a fertilização de acordo.
  • Dicas: Sua leve dominância Indica faz com que a strain seja perfeita para a técnica SOG (Sea of Green), que consiste em plantar diversos pés menores em um pequeno espaço. Quando bem feito, você pode maximizar facilmente seu espaço de cultivo e extrair dele todo seu potencial. Mantenha o dossel inferior podado e tenha um fluxo de ar consistente através das folhas para prevenir ataque de oídios e outros fungos.

Agora que você já sabe todas as características da Girls Scout Cookies ficou mais fácil decidir se a strain é adequada para as suas necessidades e escolher qual a melhor hora de usá-la, não é mesmo? 

Espero que as informações tenham sido esclarecedoras e caso você seja um amante do gosto revolucionário de cookies, talvez você também goste de outras strains descendentes dessa genética, como o Gelato, Cookies´n Cream e GMO Cookies.

E continuem ligados no nosso guia de strains para descobrirem cada vez mais sobre as variedades dessa plantinha rica em usos medicinais e recreativos

jQuery('#cb-section-b .cb-module-e').after('');