O Dry é extraído de uma maneira artesanal e é uma tradição em muitos países e culturas do mundo. Entenda como ele é produzido.

Hoje vamos falar sobre o Dry hash. O Haxixe Dry é extraído de forma rústica e é uma tradição secular transmitida de geração em geração. É mais que uma substância psicotrópica, é um traço cultural em muitos países do mundo. 

Vamos explicar o que é o Dry sift, como ele é feito, qual a diferença dele para outros haxixes, quais são os seus efeitos, quais são as diferentes maneiras de consumir essa extração e como você pode fazer o seu próprio dry sift sem gastar muito com equipamentos caros.

Mergulhe com a gente no mundo do Dry e aprenda a fazer o seu próprio haxixe artesanal !

O que é o Dry Sift?

O Dry Sift, Haxixe Dry ou Dry Hash é um tipo de haxixe, em outras palavras, uma resina feita a partir da extração dos tricomas (os cristais) das plantas de maconha. Existem várias maneiras diferentes de extrair essa resina, com ou sem solventes, por isso há tantas variedades de haxixe.

O Haxixe Dry tem este nome por causa do seu processo de produção. Dry Sift, em inglês, significa peneirar à seco e é exatamente assim que este haxixe é produzido. A extração a partir da peneira a seco é um método bem simples e ancestral de fazer haxixe, muito tradicional no Afeganistão e Marrocos e rico em propriedades e sabor.

Como o Haxixe Dry é feito?

O objetivo das extrações é separar os tricomas, que concentram um alto teor de THC, do resto da planta. No caso do Dry uma tela de malha extremamente fina é usada para peneirar as folhas de cannabis separando os tricomas da matéria vegetal. 

Haxixe Dry
Processo de produção do Dry Sift

A técnica de usar a tela de malha como peneira é muito simples e consiste em refinar o extrato até atingir uma consistência granular. Para os tricomas se soltarem da planta, os produtores deste haxixe esfregam meticulosamente os buds de Cannabis nas telas.

A agitação e a fricção ajudam a separar as delicadas glândulas de resina da flor. As telas com porosidade muito pequena permitem que apenas as partículas mais finas passem, e este processo é repetido diversas vezes em telas com porosidades cada vez menores. O pó que sobra ao final é o Dry Sift.

Embora seja simples, a produção do Haxixe Dry demanda tempo e dedicação e é por isso que esse processo é tão admirável. A arte de extrair o haxixe de forma manual e artesanal é lenta e rústica, mas isso a torna mais especial. 

Quais são os efeitos do Haxixe Dry?

O Dry Sift de alta qualidade é reverenciado por seu perfil de terpenos, potência altíssima e sua capacidade de derreter e vaporizar completamente. Os efeitos do dry são os mesmos que o da flor de cannabis, porém como a concentração de THC é maior eles podem ser mais potentes e duradouras, portanto, atenção com a dosagem! É melhor fumar um baseado mais fino ou com menos haxixe do que ter uma brisa estranha.

Em comparação com o Ice, o Dry concentra uma quantidade menor de THC, mas os dois tipos de haxixe se diferenciam pelo gosto e consistência. Não existe uma unanimidade de qual é o melhor haxixe. Há pessoas, principalmente os maconheiros old schools, que preferem o Dry Sift e outros que preferem o Bubble Hash.

Como bolar um baseado de Dry Hash?

Assim como outros haxixes, o Dry Sift pode ser fumado em um baseado e também vaporizado, mas ele não tem a consistência certa para ser consumido através de um dabber.

Enrolar um Haxixe Dry não é muito diferente de bolar um ice e as mesmas estratégias podem ser usadas para encontrar a proporção certa entre o haxixe e a mistura e também para reduzir os danos.

O importante na hora de bolar o Dry é garantir que o haxixe seja picado em pedaços bem pequenos para misturar com o tabaco ou cannabis. Lembrando que quando misturamos tabaco com maconha, estamos potencializando os efeitos adversos do baseado. 

Isso ocorre porque quando queimamos o baseado acontece um processo chamado combustão e as substâncias derivadas dessa reação química são tóxicas e podem prejudicar as nossas vias respiratórias. Quando o tabaco é adicionado na combustão, inalamos as mesmas substâncias químicas do cigarro, como alcatrão.  Portanto, se a escolha for misturar o dry com tabaco, é importante ficar ainda mais atento com as estratégias de redução de danos.

O uso de piteiras é uma estratégia muito importante e simples de realizar. As piteiras exercem o papel de filtrar as impurezas e também resfriar a fumaça. Enquanto mais longas, mais eficientes elas são. 

Vaporizar também é uma estratégia para reduzir os danos, pois com o vaporizador a combustão não ocorre e não inalamos as substâncias químicas desse processo. Outra vantagem do vaporizador é conseguir regular a temperatura e portanto definir quais canabinóides desfrutar. 

Dicas para fazer seu próprio Dry

Fazer o seu próprio haxixe dry em casa não é um bicho de sete cabeças! Apenas as telas de malhas são utilizadas, isso significa que mais nenhum solvente é necessário para obter o dry sift. 

Extrair um haxixe sem solvente também é uma prática de redução de danos, já que os solventes oferecem riscos de explosão durante a produção. Outra vantagem de produzir um Haxixe Dry é que, diferentemente do Bubble Hash, o material para a extração é simples e barato.  

Como extrair o seu Dry

Você vai precisar de:

  1. Bastante cannabis já curad
  2. Uma caixa de peneira de madeira ou tela de malh
  3. Uma tesoura

Como fazer:

  1. Abra sua caixa de madeira e coloque o haxixe bem distribuído pela tela.
  2. Feche a caixa e começa agitar a erva por aproximadamente 15 minutos. Tenha muito carinho com os seus buds, mas ao mesmo tempo encontre um ponto de pressão e força que quebre os buds e os esfregue na tela.
  3. Abra a caixa de peneira e remova a tela, na parte de baixo estará o mais puro kief que foi extraído dos tricomas da sua planta.
Haxixe Dry
Foto: Leafly

Esse kief pode ser trabalhado de diversas formas para ganhar consistências diferentes. Uma das formas mais populares de trabalhar o haxixe em pó é o método do French Cannoli, que é feito através da pressão de garrafas de vidro com água quente (não fervente) sob o haxixe envolto por papel manteiga ou plástico de cozinha. É importante que o material aguente o calor.

Outra dica importante na produção do Dry é sempre deixar a temperatura do ambiente baixa.  A temperatura mais baixa serve para evitar que ele fique pegajoso e oleoso e ajuda a separar as impurezas que passam pelas telas. Temperaturas frias também ajudam a tornar os tricomas mais frágeis e permitem que eles se separem da planta muito mais facilmente.

Como armazenar o Dry Sift?

A melhor forma de armazenar o Dry é em potes de silicone que protegem a extração do calor e da luz. Uma vantagem no armazenamento do Dry Sift em comparação com o Bubble Hash é que não é necessário esperar um tempo depois da extração para curar e até fumar, mesmo assim, deixar o haxixe curando alguns dias é sempre favorável para os terpenos e canabinóides se fixarem e a experiência ser completa. 

Esperamos que esse texto tenha ajudado a entender mais sobre essa substância especial que é o Haxixe Dry e que vocês façam um uso consciente e seguro dessa extração! 

FONTES

https://www.zamnesia.com/blog-how-to-make-dry-sift-hash-n2165

jQuery('#cb-section-b .cb-module-e').after('');